“Work Bitch!” é Britney Spears com o pior single de sua carreira

14:00



Divulgação
Depois de anos vendo Britney arrasar em seus carros-chefe, ela conseguiu lançar o pior de todos.

“Me Against The Music”, “Womanizer” e “Hold It Against Me” são verdadeiras lições de como fazer um bom retorno para começar uma nova fase: cada música tinha um aspecto diferente e original em relação ao que estava tocando nas rádios na época e eram igualmente radiofônicas e adequadas para baladas.
O mesmo não acontece com “Work Bitch!”. Ponto número 1: a música é uma mistura estranha de hit de balada gay com hit de balada mais genérica. E não estou falando de David Guetta, que consegue um equilíbrio entre o hit de pistas de dança mais “hetero” e o hit de rádio. Não tem nada de radiofônico no novo single de Britney Spears, é uma música feita para tocar em baladas. E se o problema fosse isso, não haveria problema.
Só que, além da música ser extremamente parecida com “Scream And Shout”, aquela parceria insuportável com o will.i.am, ela é extremamente genérica e ultrapassada. Certo, há uma referência e até sample do Ru’Paul e o single dos anos 90 “Supermodel (You Better Work)”, mas não há nada que atualize o som. E eu não sei vocês, mas eu acredito que os anos 90 são o equivalente à Idade Média da música, um verdadeiro período das trevas.
Para completar, a voz da Britney está coberta de camadas e camadas de autotune e efeitos. Sim, nos trechos falados dá até para reconhecer o sotaque dela, mas no restante da música há uma verdadeira cacofonia, bem do tipo que só dá certo em uma balada. É uma ousadia da parte da equipe de Britney (e não dela, é claro) no sentido de fazer algo diferente da carreira dela. Só que existe uma base de fãs, que já está meio dividida entre aqueles que amaram, aqueles que odiaram (mas estão comprando) e aqueles que simplesmente odiaram e não chegarão perto.

You Might Also Like

0 comentários

alguem comentou ? AAAH obrigada por comentar !!!

Popular Posts

Postagem em destaque

Série fotográfica sem tabus mostra como era ser jovem nos anos 70

Como fazer um registro fotográfico verossímil e autêntico dos jovens dos anos 70 sem cair nas armadilhas dos clichês? A resposta é o t...

Posts mais vistos