Crenças

A Cruel Medusa

07:26



A Medusa é uma figura do mundo mitológico da Grécia Antiga. Representada por uma mulher com enormes serpentes na cabeça, possuía também presas de bronze e asas de ouro. As lendas e mitos gregos contavam que ela tinha o poder de transformar em estátuas de pedra as pessoas que olhassem diretamente em seus olhos.
Era uma das três irmãs górgonas, porém, ao contrário das outras duas (Euriále e Esteno), Medusa era mortal. Era filha de Ceto e Fórcis (divindades marinhas). Assim como suas outras duas irmãs, foi transformada em monstro pela deusa Atena. Todos tinham muito medo da Medusa. Ela habitava o extremo ocidente da Grécia, em companhia de suas irmãs.

Na mitologia grega, Medusa foi morta pelo herói Perseu. Usando seu escudo de bronze bem polido, olhou para ela através do reflexo para não ser transformado em pedra. Após decaptá-la, entregou a cabeça à deusa Atena, que a fixou ao seu escudo








Novelas

Melhores Novelas de Epoca {parte dois}

19:16

O Direito de Nascer é uma telenovela brasileira produzida pelo SBT em 1997 e exibida entre maio e outubro de 2001. Adaptação da radionovela homônima cubana escrita na década de 1940 por Félix Caignet, e apresentada no Brasil em três outras versões. A adaptação de Aziz Bajur e Jayme Camargo foi dirigida por Roberto Talma. Está sendo reprisada em Portugal pela RTP1 desde 2 de Novembro de 2011, substituindo Revelação.
Na sociedade moralista de Havana, capital de Cuba, no início do século XX, a jovem Maria Helena engravida do noivo Alfredo e, diante da recusa do rapaz em assumir o filho, torna-se mãe solteira. A criança será alvo do ódio do avô, o poderoso Dom Rafael. Após o nascimento, temendo as represálias do velho, a criada negra Dolores foge com o bebê, que batiza como Alberto. Depois disso, desgostosa, Maria Helena se recolhe a um convento, e passa a atender por Irmã Helena da Caridade. Sempre fugindo, Dolores cria o menino e ele, já crescido, forma-se em medicina. O destino leva Alberto à família que desconhece, para desespero de Mamãe Dolores. Albertinho se apaixona, sem saber, por sua prima Isabel Cristina, e acaba salvando a vida do avô que o amaldiçoara no passado.

Direito de Amar é uma telenovela brasileira que foi produzida e exibida no horário das 18 horas pela Rede Globo de 16 de Fevereiro a 5 de Setembro de 1987, contou com 173 capítulos. Foi escrita por Walter Negrão e Alcides Nogueira, com colaboração de Ana Maria Moretzsohn eMarilú Saldanha e dirigida por Reynaldo BouryJayme Monjardim e José Carlos Pieri, com direção de produção de Carlos Henrique de Cerqueira Leite.
No Rio de Janeiro do início do século XX, o industrial Augusto Medeiros se vê forçado a casar sua filha Rosália com o temível Francisco de Montserrat, um banqueiro autoritário, por conta de uma dívida. Mas Rosália está apaixonada por Adriano, médico recém-formado que conhecera num baile de máscaras, no reveillon de 1900, sem saber que ele era filho do Sr. de Montserrat.
Enquanto isso, Montserrat mantém em seus cuidados uma mulher, Joana, tida como louca, presa num quarto de sua mansão - uma mulher que sabe demais sobre seu obscuro passado. Ao final descobre-se que Joana era na verdade esposa de Montserrat, que se fizera passar por viúvo. Mas o banqueiro tem ainda que enfrentar seu antigo rival, o médico Jorge Ramos, com quem disputara Joana no passado. Além disso, o médico exerce grande influência sobre Adriano, inclusive em sua escolha profissiona



 As Pupilas do Senhor Reitor é uma telenovela brasileira produzida pelo SBT e exibida de 6 de dezembro de 1994 a 8 de julho de 1995. Tendo como base o romance homônimo de Júlio Dinis, foi escrita por Lauro César Muniz e adaptada por Ismael Fernandes e Bosco Brasil, com direção de Nilton Travesso. A novela foi reprisada à tarde entre 7 de maio e 3 de agosto de 2007 compactada em 65 capítulos

Na aldeia de Póvoa de Varzim, região do Minho em Portugal, o enredo trata dos conflitos dos moradores locais. Após a morte de seu pai, Margarida (Guida) vai viver com sua meia-irmã Clara, filha de sua madrasta. A madrasta morre e confere a educação das meninas ao Padre Antônio, o Senhor Reitor. A partir daí o Reitor começa a cuidar das duas mocinhas. Pedro, um homem simples que trabalha no campo como seu pai, o Sr. José Das Dornas, dono da fazenda mais importante da aldeia, é noivo da ambiciosa Clara. Guida, por sua vez, é a prometida de Daniel, que voltou à aldeia graduado como médico, destituindo o posto do Dr. João Semana. Mas o rapaz não se lembra de Guida, nem da promessa de casamento feita anos antes à jovem, assim como não se acostuma com a vida humilde da pequena aldeia.
O Reitor se inspirará na natureza para proteger e cuidar de suas flores (Guida e Clara), utilizando sua sabedoria para controlar as incríveis confusões que surgirão


O Cravo e a Rosa foi uma telenovela brasileira produzida e exibida no horário das 18 horas pela Rede Globo de 26 de junho de 2000 a 10 de março de 2001, em 221 capítulos.[1][2] Escrita por Walcyr Carrasco e Mário Teixeira, com a colaboração de Duca Rachid, e dirigida por Mário Márcio Bandarra, Amora MautnerIvan Zettel e Vicente Barcellos com direção geral e de núcleo de Walter Avancini, substituindoDênis Carvalho.
A trama, baseada na peça teatral A Megera Domada, de William Shakespeare, e na novela O Machão, de Ivani Ribeiro, teve Adriana Esteves e Eduardo Moscovis como protagonistas, Leandra LealÂngelo AntônioTássia Camargo e Luís Mello como co-protagonistas eDrica Moraes e Carlos Vereza como antagonistas.
Catarina Batista é a mulher moderna, na sociedade paulista da época de 20, que recusa o papel feminino de se restringir a lavar ceroulas em um tanque. Julião Petruchio é um homem cuja crença é a de que a mulher deve ser a rainha do lar. Duas pessoas tão diferentes vivem um romance contraditório. Conhecida como "a fera", por botar todos os seus pretendentes para correr, Catarina vai esbarrar na teimosa cínica de Petruchio, que inicialmente, decide conquistá-la para, com o dote do casamento, salvar sua fazenda de ser leiloada.
Eles acabam se apaixonando, mas não dão o braço a torcer, vivenciando cenas muito bem-humoradas e hilárias de discussões e brigas vulcânicas. Ele fingindo-se de "cordeirinho", e ela cada vez mais furiosa com sua insistência.
Mas há os que são contra e a favor desse improvável romance. A começar pela família de Catarina. Nicanor Batista, seu pai, quer vê-la casada, livrar-se do constrangimento que passa por causa das atitudes da filha e lançar sua candidatura a prefeito; Bianca, a irmã mais nova, é o contraponto de Catarina: quer noivar e casar, mas só terá permissão após a filha mais velha arrumar um pretendente.
Já Cornélio Valente, tio de Petruchio, torce pelo sobrinho; assim como Calixto, velho empregado da fazenda que considera Petruchio como um filho e se apaixona pela governanta de Catarina, Mimosa. Também apoiam o romance Dinorá, esposa de Cornélio, e Josefa, irmã e mãe do esportista Heitor, pois as duas querem vê-lo casado com Bianca, por causa da fortuna dos Batista.
Entre os que não aprovam o casamento, há a ardilosa Lindinha, criada com Petruchio na fazenda, apaixonada por ele e que conta com a ajuda de Januário para atrapalhar o romance dos dois; o jornalista Serafim, que pretende conquistar Catarina para dar o golpe do baú; e o vilão Joaquim, homem misterioso cujo único objetivo é arruinar Petruchio porque acredita que ele foi o responsável pela perdição de sua única filha, Marcela.
E para piorar esse cenário, chega Marcela, vinda de Paris para se apossar dos bens do ingênuo pai e para reconquistar de vez Petruchio, batendo de frente com a "fera" Catarina



Dona Beija foi uma telenovela brasileira baseada em fatos históricos exibida pela extinta Rede Manchete, no ano de 1986. Escrita por Wilson Aguiar Filho e dirigida por Herval Rossano, teve 89 capítulos e trilha sonora de Wagner Tiso.
Foi exibida entre 7 de abril a 11 de julho de 1986, e reprisada em duas oportunidades: a primeira de 9 de maio a 20 de agosto de 1988, em 89 capítulos, e a segunda de 5 de outubro de 1992 a 11 de março de 1993, com 102 capítulos. Também foi reprisada pelo SBT[1] de 6 de abril de2009 a 4 de julho de 2009.
A trajetória da corajosa Ana Jacinta de São José, a Dona Beja, na cidade mineira de Araxá, no século XVIII. Na telenovela da Rede Manchete foi adotado o nome de Dona Beija.
Amando Antônio Sampaio, homem de família conservadora e tradicional, Beija é vítima do desejo de Mota, o ouvidor do Rei em visita a Araxá. Depois de presenciar a morte do seu avô, Beija é raptada e levada para a vila de Paracatu, onde o ouvidor mora em um belo casarão. Para vingar-se do seu algoz, quando ele está fora de casa, Beija serve aos homens que a desejam em troca de jóias e ouro. Chamado pelo imperador a instalar-se na Corte, Mota deixa Beija, que a essa altura já juntara uma grande fortuna. Ela parte de volta para Araxá para encontrar sua grande paixão, Antônio.
Mas Antônio já não esperava mais por Beija. Desiludido e não compreendendo mais as atitudes da sua amada, ele casa-se com a doce Aninha, moça frágil e delicada que sempre o amou. Com a recusa de Antônio, Beija promete não amar a nenhum outro homem e funda a Chácara do Jatobá, um bordel refinado onde ela se transforma num mito como cortesã, escandalizando todas as famílias conservadoras de Araxá. Seu intuito maior era ferir Antônio.
A chácara prospera, Beija se torna poderosa, envolve-se com João Carneiro de Mendonça, mas não consegue se desligar de Antônio, o homem de sua vida. Até que uma tragédia acontece, Beija manda um escravo chamado Ramos matar Antônio, ela se arrepende de mandar matá-lo, mas o crime acontece. Ela vai a julgamento mas é absolvida devido a mudança no depoimento de Ramos. Desiludida, Beija deixa Araxá e recomeça uma vida honesta.



Cordel Encantado é uma telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo para o horário das seis horas entre 11 de abril[2] e 23 de setembro de 2011 em 143 capítulos, substituindo Araguaia e sendo sucedida por A Vida da Gente. É a terceira colaboração das autoras Duca Rachid e Thelma Guedes, e conta com a direção de Gustavo Fernandez, Natália Grimberg, Thiago Teitelroit e direção geral de Amora Mautner e direção de núcleo de Ricardo Waddington.
Bianca BinCauã ReymondNathália DillJayme MatarazzoCarmo Dalla VecchiaLucy RamosBruno GagliassoDomingos MontagnerLuiza ValdetaroDébora BlochLuiz Fernando Guimarães , Luana MartauCláudia Ohana , Andréia Horta , João MiguelMarcello Novaes e Heloísa Périssé interpretam os personagens principais numa trama unanimanente considerada pela crítica especializada como inovadora, por ter como cenário o sertão brasileiro, com o romance dos protagonistas narrado como um conto de fadas, mas com a temática da literatura de cordel. A jornalista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, chegaria a declarar que a produção seria "a mais impressionante produção das 18h já apresentada pela Globo".[3]


 A história se passa na cidade fictícia de Brogodó, localizada no Sertão Nordestino e aborda o triângulo amoroso entre Açucena, Jesuíno e Timóteo, que é obcecado por Açucena desde criança e tem uma inveja obscessiva de Jesuíno, querendo ser como ele. Jesuíno e Açucena são apaixonados desde criança, já que foram criados juntos. Eles enfrentarão toda maldade para poderem se casar e ficar juntos. O amor deles é mais forte que tudo.
Timóteo tem inveja de Jesuíno desde criança pois o pai de Timóteo, Coronel Januário, é padrinho de Jesuíno e quer que ele o suceda nos negócios da família, e Timóteo mesmo detestando lidar com fazenda e negócios, não acha isso correto, por ver que mesmo afilhado, Jesuíno é um empregado da fazenda junto com sua mãe, Siá Benvinda e que ele merece ser tratado como todos os outros, e o humilha muito, pois Timóteo pisa em todos por ser rico. Ele esconde ciúmes do pai com Jesuíno e sente-se menos amado.
Açucena mora com seus pais adotivos, Virtuosa e Euzébio, e com seu irmão Cícero. Porém Açucena desconhece sua verdadeira origem e não sabe que é uma princesa, filha de um rei, chamado Augusto Frederico III, que comanda o reino de Seráfia do Norte.
Açucena, nasce em Seráfia do Norte e é prometida à Felipe, primogênito do Rei Teobaldo de Seráfia do Sul para que a guerra entre esses dois países cessem.
Augusto, o rei, veio para o sertão em busca de um tesouro enterrado por seu Ancestral, Serafim D'Ávila fundador de Seráfia. Porém há uma revolta de cangaceiros provocada pela perigosa Duquesa Úrsula e seu mordomo e amante, Nicolau, em que esposa e filha recém-nascida são sequestradas para serem torturadas e isso o faz acreditar que as duas estão mortas, mas ele nunca se convenceu muito bem disso. Arrasado, ele retorna para seu reino, que fica na Europa, mas ele não soube que a menina conseguiu se salvar e foi criada por um casal de sertanejos.
A origem de Jesuíno também é oculta para ele. Criado sem pai, Jesuíno nunca soube que na verdade o seu progenitor é um dos mais temidos cangaceiros, chamado Herculano. Por tão perigoso e cruel é chamado de o rei do cangaço.
Porém tudo se modifica quando Augusto retorna a Brogodó e descobre por cangaceiros que só sua esposa morreu e que sua filha foi entregue por eles a um casal e que ela foi criada como mais uma sertaneja. Isso faz Virtuosa e Euzébio ficarem muito apavorados com medo de perder Açucena para Augusto, pois eles sempre souberam qual origem dela. Açucena percebe e fica muito desconfiada porque os pais estão tão assustados com a chegada desse rei.
Há reviravolta na vida de Jesuíno também: Herculano decide acabar com o segredo que guardou com Siá Benvinda e resolve contar ao filho que ele é o pai. A mãe de Jesuíno fez um acordo com Herculano de jamais falar a ele que o pai é um bandido temido para o filho não sofrer por preconceitos, mas Herculano quer um novo cangaceiro que o suceda e fará de tudo para Jesuíno se transformar no novo rei do cangaço.
A Duquesa Úrsula é uma mulher má, perigosa e capaz de tudo para conseguir o que quer. Ela sonha em se tornar rainha de Seráfia casando-se com Augusto ou através do casamento de sua filha Carlota, a próxima na linha sucessória, com o priíncipe Felipe. E fará de todas as maldades, com a ajuda do seu mordomo e amante Nicolau, para acabar com Açucena e tirá-la do seu caminho.
Além disso, além de Timóteo, haverá Doralice para impedir o amor de Açucena e Jesuino. Dora acaba de voltar da capital onde se formou em direito. Ela é uma jovem decidida, determinada e justa, que se apaixona por Jesuíno assim que o vê e fica determinada a conquistá-lo. Porém será rejeitada muitas vezes por ele, mas não desistirá
Os Ricos também Choram é uma telenovela brasileira exibida pelo SBT entre 18 de julho de 2005 e 14 de janeiro de 2006, às 21h. Baseada no original de Inés Rodena, foi adaptada por Aimar Labaki e Gustavo Reiz e Conchi, com supervisão de texto de Marcos Lazzarini, direção deJacques LagoaLuiz Antônio Piá e Henrique Martins, direção de teledramaturgia de David Grimberg e direção de núcleo de Fernando Rancoletta. Teve 153 capítulos.
Apresentou Thaís FersozaMárcio Kieling e Felipe Folgosi como protagonistas e Ludmila Dayer e Mika Lins como as antagonistas.



Mariana é uma linda jovem de 18 anos que cresceu livre e solta na Fazenda São José. Nunca conheceu seus pais: a mãe morreu no parto e o pai a jovem não sabe quem é. Na verdade, ela não sabe que trata-se de ser a herdeira do falecido Coronel Evaristo Martins, dono da fazenda e seu legítimo pai.
Mariana será expulsa da fazenda onde cresceu por Ester, esposa do coronel. Mais tarde, ao saber que a jovem era filha e herdeira de seu marido, a mulher se dedicará a tentar anular o testamento. Como não consegue, passará a perseguir Mariana com o objetivo de destruí-la.
Na cidade de Ouro Verde, no início da década de 1930, o poder estava nas mãos de grandes fazendeiros. O mais importante deles era o Coronel Antônio Domingues. Casado com Maria José, uma mulher altiva e rígida, tem dois filhos: Alberto e Bernardo, que têm personalidades opostas. Bernardo é ajuizado e responsável; já Alberto é considerado um verdadeiro bom-vivant. É Mariana quem alterará radicalmente a relação fraternal entre os dois rapazes.
Após ser expulsa da Fazenda São José, Mariana chega a Ouro Verde suja e esfarrapada. Lá encontra Bernardo, que passa a ser seu protetor; ele ofereceu-lhe um emprego na confeitaria do senhor Salgado. Bernardo apaixonara-se imediatamente pela moça, mas não imagina que Mariana também era cortejada por outro rapaz, galante e divertido, que mexia com sus sentimentos: seu irmão, Alberto.
Ouro Verde, pano de fundo da trama, é uma cidade movimentada, que terá de tudo um pouco. A pensão de Dona Gênova reúne de comunistas disfarçados a golpistas travestidos de mulher, além das aventuras amorosas que incluem até a dona da pensão, que ainda está bem enxuta.
As notícias da cidade são anunciadas pelo alto-falante da rádio Auriverde, através do locutor Adolfo Coimbra, que sofre por se achar o homem mais feio da cidade, apesar da sua bela voz atrair uma grande quantidade de fãs.
O Coronel Antônio Domingues, como todo grande líder, tem alguns inimigos, como Arabela Guedes, uma viúva forte e decidida, herdeira dos negócios e da política do seu falecido marido. Uma rivalidade temperada pelo amor que eles compartilharam na juventude, até o coronel decidir casar com Maria José. A viúva ainda é uma mulher bela e atraente, mesmo com os quatro filhos crescidos - sendo três moças e um rapaz - que se envolvem em vários casos românticos, nem todos do agrado da mãe.
Kananga do Japão foi uma telenovela brasileira produzida pela extinta Rede Manchete e exibida de 19 de julho de 1989 a 25 de março de 1990às 21h30. Escrita por Wilson Aguiar Filho com a colaboração de Leila Míccolis, com sinopse de Carlos Heitor Cony, a partir de idéia original deAdolpho Bloch e dirigida por Tizuka Yamasaki, Carlos Magalhães e Wilson Sólon.
Com a quebra da Bolsa de Valores de Nova York em 1929, a família de Dora fica na miséria. Na nova realidade, a moça passa a freqüentar o Grêmio Recreativo Familiar Kananga do Japão, uma casa noturna localizada na famosa Praça Onze, no centro do Rio de Janeiro. Lá, ela conhece Alex, um tipo cafajeste por quem se apaixona, mas acaba se casando com o milionário Danilo. O dançarino se casa com uma moça que o ama, Lisete, e os quatro acabam infelizes. Os conflitos ficam ainda mais acirrados quando a mãe de Danilo, Letícia Viana, se apaixona por Alex e este se aproveita do fato para aplicar-lhe um tremendo golpe. 53 meses depois, eles não passarão a justiça sem fronteiras. Noronha, o grande forasteiro se encontrando a amante Sílvia, o poderoso Teodoro e a esposa Alzira, o mais e sensuável triângulo amoroso, Hannah, uma mulher que só acredita nos jogos do poder. Chico Viana, seu pai, o fundador dos alcóolicos anônimos, Virgínia, a filha incompreendida, Zulmira, a namorada mais velha, sobrinha do Dr. Richard Finnegan, o simpático americano que sofre um reino proibido, e nunca te arriscando com a sua conseqüente Sueli. Torquato, um amigo ambicioso, Bira e Zé Leandro, dois fortes aliados, Uálber Cañhedo, o esotérico conquistador, Olga Benário, Jorge, Rodolfo Ghioldi e Eduarda, quatro casais e um destino, Epílogo, o genro dos estados anarquistas, Marcelo, o maior inimigo nº 1 dos poderosos da Praça Onze, Murilo, o político de prestígio, que se transformou uma grande missão em Pedro Ernesto, o mau caráter se coloca pra mudar tudo no seu escândalo financeiro. Documentos perdidos e falsificados, se ocorrem as empresas de Alex e Dora, mas, agora está nas mãos de Orestes, o famoso principal, Madalena, uma secretária de sucesso e seu fazendeiro João Gibão, o líder da aldeia Pirajuí, três amantes e uma segunda chance, junto com a sua fiel escondeira Eva, eles vão arrumar com a minha vingança diabólica, contra o seu antigo amor. Teobaldo, o prefeito da Praça Onze, Dona Redonda, a moça rude e corajosa que se esconde no mundo, um coração carente. Na cidade deCopacabana, Talita descobre um herói diferente, amor à primeira vista, casamento às carreiras, Zé Rufino, o único herdeiro, suja para salvar o regime militar pela crise da família, Para os pais Afonso e Zazá, ele tem 4 homens por trás da lenda, o brotinho Henrique, os fantásticos aviadores Thomas e Caveirinha, e o seu delegado linhadura Frota Aguiar. Juca, o verdadeiro bilionário se conseguia escapar a renúncia dos seus hóspedes, o galante Saul, o perigoso Capitão Juarez Távora e o meu português Graciliano Ramos, Cesário Campos Alvarenga, o maior público se enfrentando um escandaloso político. Se encontra alguém, quiser pelo homicídio mais conhecido do nosso momento, os videntes Leonardo Raposo, Carlos, Edivaldo Targino, Yoschua, Eugene O'Neill e Dudu se acaba virando em uma tragédia muito pessoal. Josephine, a velha professora da Escola da Praça Roosevelt, Júlio, um homem revoltado sem esperança e sem vítimas, e veja pra como fazer o nudez, o sexo, as drogas, a violência e o dinheiro pelo cirurgião plástico Dr. Escobar. A filha Clotide se acha irresistível, Mas, no passado, o seu coração foi desprezado pelo heroíco Sweeney Todd, o barbeiro demoníaco mais perigoso de todos os tempos, e agora, juntos com seus filhos Benjamin Parker, Ritinha e Dr. Érico Coelho, enfrentando o seu fiel escondeiro Ubaldo

Sangue do Meu Sangue é uma telenovela brasileira produzida pelo SBT, exibida de 11 de julho de 1995 a 4 de maio de 1996, original deVicente Sesso, adaptado por Paulo Figueiredo e Rita Buzzar (substituídos pelo próprio Vicente Sesso), com direção de Nilton TravessoHenrique MartinsAntonino Seabra e Del Rangel. Direção geral de Nilton Travesso
A história se passa no Brasil do século XIX, nos tempos do Segundo Reinado. Para evitar que o desfalque que dera no banco do sogro fosse descoberto, Clóvis Camargo faz com que Carlos, o funcionário que poderia incriminá-lo, sofra um acidente com uma bomba. Carlos sobrevive, mas perde a memória e não se lembra mais da mulher Helena e dos filhos Lúcio, Cíntia e Ricardo.
Dez anos se passam. Perambulando pelas ruas, Carlos se junta à trupe mambembe de Raposo, que o acolhe, e recupera a memória. Passa então a acompanhar o dia-a-dia de sua família sem se revelar vivo e a lutar para que Clóvis pague por todas as maldades que cometera. Além do desfalque e da tentativa de assassinato, ele oprime a mulher, Júlia, tenta convencer a todos de que ela está louca e maltrata os escravos, entre outras atrocidades. Em meio à trama está a atriz Pola Renon, que era amante de Carlos e com sua suposta morte passou a ajudar a família dele, sem revelar nada sobre o romance. O filho mais velho de Carlos, Lúcio, se apaixona por Pola e vive os dramas desse amor em meio às maquinações pela abolição da escravatura, luta que conta com Júlia como aliada quando esta resolve se libertar das garras opressoras de um marido que não a ama



 Força de um Desejo é uma telenovela brasileira produzida pela Rede Globo e foi exibida no horário das 18 horas entre 10 de maio de 1999 e 29 de janeiro de 2000, em 226 capítulos. Foi escrita por Gilberto Braga e Alcides Nogueira tendo como colaboradores Sérgio Marques, Lílian Garcia, Eliane Garcia, Filipe Miguez e Márcia Prates e dirigida por Mauro Mendonça Filho, Carlos Araújo, Fabrício Mamberti e João Camargo, com produção do núcleo Marcos Paulo.
Século XIXVale do ParaíbaRio de JaneiroHigino Ventura (Paulo Betti) é o ex-mascate que enriqueceu com negócios escusos e que comprou a fazenda Morro Alto, na localidade de Vila de Sant'Anna, para se aproximar de sua antiga paixão, Helena (Sônia Braga), moradora da fazenda vizinha, a Ouro Verde, agora casada com o poderoso Barão Henrique Sobral (Reginaldo Faria). Ele está disposto a tudo para reconquistar Helena, inclusive comprar a Ouro Verde e obter o título de nobreza e o mesmo status do barão. Mas Helena, apesar de amar o marido e desprezar Higino, sofre nas mãos do barão, pois este sabe que Abelardo (Selton Mello), que criou como seu filho, é na verdade filho de Higino.
O filho legítimo do casal, Inácio (Fábio Assunção), não se conforma com o tratamento cruel que o pai dá à mulher e vai embora para a Corte. Lá, ele apaixona-se por Ester Delamare (Malu Mader), uma bela cortesã. Porém, a morte da mãe faz com que o jovem volte à fazenda para ajudar o pai e o irmão. Além disso, separa-se de Ester, devido a intrigas armadas contra os dois pela maquiavélica Idalina Menezes de Albuquerque Silveira (Nathalia Timberg), sua avó, que não aceita o envolvimento do neto com uma moça de classe social inferior. Mas ninguém na famíliaSobral desconfia que Ester é na realidade uma cortesã.
O tempo passa e, um dia, o Barão Sobral conhece Ester, com quem se casa. Só após a união sacramentada é que ela descobre que ele é o pai de Inácio, e os três morarão na mesma fazenda, sem que o barão desconfie que a sua nova mulher é o grande amor de seu filho. Inconformado com o fato de Ester não aceitar abandonar o barão para viver ao seu lado, Inácio casa-se com Alice (Lavínia Vlasak), a filha golpista de Higino Ventura e de sua esposa, a deslumbrada Bárbara (Denise Del Vecchio), que só pensa em se tornar uma nobre.
Enquanto isso, Higino luta para conseguir o baronato e comprar a Ouro Verde, com o intuito de humilhar o barão. Apaixona-se por Olívia (Cláudia Abreu), uma escrava branca procurada pela polícia, e que ama o jovem médico Mariano Xavier (Marcelo Serrado). Desprezado pela moça, Higino descobre quem ela é e a denuncia; depois a compra para usá-la como escrava sexual. Começa então o inferno de Olívia, que não consegue fugir das garras de Higino Ventura, mesmo ajudada pelo namorado e seus amigos, entre eles, Inácio e Ester.
Mas um fato abala toda Vila de Santana: o Barão Henrique Sobral é assassinado durante a festa do noivado entre Abelardo e a doce Juliana (Júlia Feldens), na mesma noite em que Inácio e Ester fogem para viver juntos. A polícia local se mobiliza então para prender Inácio, o principal suspeito da morte do barão.

Esplendor foi uma telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo entre 31 de janeiro e 23 de junho de 2000, no horário das 18 horas. Foi escrita por Ana Maria Moretzsohn com a colaboração de Glória Barreto e de Daisy Chaves e dirigida por Luciano Sabino, Ary Coslov e Maurício Farias com direção geral e de núcleo de Wolf Maya. Teve 125 capítulos.
A trama trazia Letícia Spiller e Floriano Peixoto como protagonistas, Cássia Kiss e Christine Fernandes como co-protagonistas, Murilo Benício e Joana Fomm como os antagonistas centrais e Caio Blat co-antagonista


Rio de Janeiro, 1958. Flávia Cristina é uma moça determinada que sustenta o irmão mais novo Bruno, mas não percebe que ele é um mau-caráter, um marginal que a explora. Ao tentar defendê-lo de um agiota, Flávia pensa ter matado o homem, e, receosa de ser descoberta pela polícia, foge para o Sul do País, sem perceber que sua mala carrega dólares roubados pelo irmão.
Na viagem, Flávia Cristina conhece Flávia Regina, uma moça fisicamente parecida com ela que está indo trabalhar como governanta na Vivenda do Sombrio, numa cidadezinha chamada Esplendor. Flávia resolve acompanhá-la, mas um acidente com o ônibus, põe Regina em coma no hospital, enquanto Flávia é confundida com a amiga e levada para casa de seus patrões.
Na Vivenda do Sombrio, o pequeno Gui, vê o espírito de sua mãe. Gui é um menino arredio e triste que não fala desde a morte dela em um acidente aéreo. Seu autoritário pai, Frederico Berger, é um rico industrial que nunca se recuperou da perda da mulher Elisa e tornou-se um homem taciturno que contagia com sua tristeza todos na família.
Ao chegar na mansão dos Berger, Flávia assume a identidade da amiga para fugir de um crime que pensa ter cometido, e espera resolver toda a situação quando Regina sair do coma. Mas, ela não esperava que seu irmão Bruno fosse procurá-la, em busca dos dólares, ameaçando-a levar a polícia por falsa identidade. Flávia também sofre com a perseguição de Cristovão, um mau caráter, protegido da família Berger que pretende conquistá-la.
A amarga e agressiva Olga, que vive presa numa cadeira de rodas desde o nascimento da filha Marisa. Casada com o médico Hugo Norman, ela sofre com ciúmes de Adelaide, irmã de Frederico Berger, que é uma mulher sofrida, mas o oposto da personalidade de Olga, e cuida com carinho de todos na Vivenda do Sombrio, apesar de sua doença crônica.
Olga, com ódio da família Berger, se une a Cristovão, namorado de Marisa para punir Frederico. No passado, seu filho Pedro morrera num acidente e ela acredita ser Frederico o responsável. Cristovão também guarda um desejo de vingança, uma vez que sua família morrera na fábrica de propriedade da família Berger.
Enquanto Flávia Cristina conquista todos na Vivenda do Sombrio (incluindo o coração do amargo Frederico Berger), Flávia Regina acorda do coma e descobre que sua amiga se apossara da sua identidade. Para desmascará-la, se une a Cristovão, cada vez mais apaixonado por ela


Éramos Seis é uma telenovela brasileira produzida pelo Sistema Brasileiro de Televisão (SBT) e exibida de 9 de maio a 5 de dezembro de 1994. É uma adaptação do romance homônimo de Maria José Dupré, foi escrita por Sílvio de Abreu e Rubens Edwald Filho e dirigida por Nilton TravessoHenrique Martins e Del Rangel. Regravação da novela produzida pela Rede Tupi e levada ao ar em 1977
O cotidiano da vida de Dona Lola, ao lado do marido Júlio e dos quatro filhos (Carlos, Alfredo, Isabel e Julinho) desde quando estes eram pequenos até a idade adulta, quando Dona Lola termina seus dias sozinha numa casa para idosos.
A história transcorre todos os fatos marcantes de sua vida: a dura luta para criar os filhos; a morte do marido; a morte de Carlos, o filho mais velho, vítima na Revolução de 1932; os problemas com Alfredo, metido com movimentos políticos e badernas; a união precoce de Isabel com um homem bem mais velho e casado; o casamento de Julinho com uma moça da sociedade que culmina com a ida de Dona Lola para um asilo.
Entre tanto sofrimento, alguns momentos leves, como a amizade de Lola com a vizinha Genú, casada com Virgulino, e os passeios à casa de sua mãe, Dona Maria, no interior, onde moram suas duas irmãs, Clotilde e Olga, e sua tia doente, Candoca. A espevitada Olga, se casa com o farmacêutico Zeca e juntos dão início a uma grande prole. Clotilde se apaixona por Almeida, um amigo de Júlio, mas não consegue romper com os padrões morais da sociedade quando tem de decidir morar com ele que é desquitado.

Popular Posts

Postagem em destaque

Série fotográfica sem tabus mostra como era ser jovem nos anos 70

Como fazer um registro fotográfico verossímil e autêntico dos jovens dos anos 70 sem cair nas armadilhas dos clichês? A resposta é o t...

Posts mais vistos