20 anos de The King Of Fighters

20 anos de The King of Fighters e... Mai Shiranui

09:22


Pra quem não sabia eu amo Jogos, e tenho meus personagens favoritos, queria ter postado antes mas não houve tempo (hihihi) mas, está aqui o post que eu tanto queria e aproveitando o embalo do 20 naos de The King Of Fighters vou falar dos Peitos favoritos da SNK, Mai Shiranui, ela anteriormente participava de outros jogos ao todo umas 60 participações em jogos, mas tenho que que ser precisa, então vamos falar de Fatal Fury onde Mai entrou sendo a Primeira Mulher do jogo numa época que ainda havia preconceito de se lutar com as mulherinhas, mas ela chegou arrasando  anti-sutiã seus seios super balançavam tornando a favoritinha da SNK, seu sonho era se casar com Andy (na qual eu suspeito que seja Gay) eles foram treinados pelo mesmo treinador e claro ela se apaixonou a Primeira vista pelo cara, já que ele era tão forte. Na série Fatal Fury ela ganhou destaque por seus ataques de curta e longa distancia e talvez pela sua roupa que parecia mais uma cortina rasgada e amarrada no corpo, como seu treinador (seu avó) a ensinou lutar adquiriu técnicas de atirar fogos com seus leques, mas com certeza seus seios balançando são sua marca registrada. Também possui uma certa rivalidade com Chun-Li lembrando que isso não é lhes citado no jogo,

Curiosidades: 
Mai nunca troca de roupas e suas apresentações  são as melhores
Casamento da Mai (seu maior sonho) pena que o Andy não dá a resposta 

Mai tirando com a cara da Chun-Li

Mai Deixando a Bunda escapar (foi sem querer)

Depois de Fatal Fury Mai aparece em The King Of Fighters quando Andy recebe convite pra participar do torneio Mai que achava que iria participar foi atrás, porém, ela não foi escolhida e atordoada vai para um bar encher a cara, lá ela da topo coma King e que pergunta por que ela chorava assim e ela diz que foi abandonada, Yuri que por lá estava então diz que também tinha sido abandonada e King então tem convites para o Torneio formando assim o famoso TIME FEMININO do Game, elas ainda ganham em 3 lugar no torneio deixando Andy de queixo caido. e Assim ela vai participando das Franquias do game porém em The King Of Fighters 11 (se não me engano) ela não participa (como assim?)  o que é uma pena pra mim que amo ela, e pros Nerds marmanjos. Bem pessoal é isso esta e Mai que eu amo tanto.  
   

curiosidades

Formigas

22:07

as estão aqui desde a época dos dinossauros e possuem cidades maiores do que as humanas. Essas são as formigas, as verdadeiras donas do mundo:

SOBREVIVENTES

document
Ainda não se sabe exatamente quando, mas acredita-se que as formigas tenham evoluído de um antepassado em comum na época dos dinossauros. E graças a sua habilidade de viver embaixo da Terra e se alimentar apenas com o mínimo necessário, as formigas conseguiram sobreviver a catástrofe que exterminou os dinossauros. Isso faz com que elas sejam alguns dos animais mais velhos ainda vivos por aqui, tendo uma história de 130 milhões de anos.

SOCIEDADE I

Ant_Nest
As formigas vivem em sociedades, que possuem os mais variados tamanhos. Uma colônia pode ter algumas dezenas a milhões de formigas. A maior já encontrada tem 300 milhões de formigas, muito maior do que qualquer cidade humana. Essa colônia se estende por uma área de 2,7 quilômetros quadrados. No total são 45 mil túneis e 1 milhão de rainhas.
Mas as coisas não param por aí, em 2002 uma supercolônia foi encontrada e surpreendeu os cientistas. Uma população com 33 colônias diferentes vive em uma espécie de país das formigas. As grandes estruturas delas são unidas e todas convivem em paz. O mais incrível disso é que no meio desses 33 ninhos, existem pelo menos 3 que são de outra espécie de formiga. Esse tipo de conivência entre espécies similares é raríssima no mundo animal.

SOCIEDADE II

siafu2-L
A um nível mais baixo, as formigas também são organizadas. Cada uma possui uma função bem definida, que pode variar devido ao tamanho, idade e sexo do animal. As maiores formigas do ninho normalmente são responsáveis pela defesa do local contra predadores externos e também são usadas para ataques, quando necessário.
s mais comuns são as operárias, que passam os dias trabalhando em busca de alimentos. Os machos trabalham na reprodução, sendo os responsáveis por deixar a rainha sempre pronta para gerar novas formigas.
O principal ritual desses insetos envolve o acasalamento, nesse momento os machos fazem algo chamado voo nupcial. Nessa época, os machos costumam aparecer por aí com suas asas, invadindo os mais diversos lugares. Após isso, eles conseguem um tempo com a rainha, mas a vida deles normalmente acaba por aí. Após a rainha estar fecundada, os machos são obrigados a ficar fora do ninho e normalmente morrem em poucos dias.

A RAINHA

www.alexanderwild.com-gratiosa3a-L
O centro de cada colônia é a rainha. Ela vive apenas para se reproduzir, gerando mais formigas para o reino. Por isso ela é muito bem protegida e pouco vista por aí. A rainha normalmente sai apenas uma vez na vida, quando precisa iniciar uma nova colônia. O primeiro túnel de cada novo ninho é sempre feito por ela, em uma “aventura solo”. Depois disso, ela se tranca lá dentro e espera o início do trabalho das operárias. Por isso, se você ver uma formiga muito grande por aí, provavelmente uma colônia vai aparecer por perto.
A rainha, após ter sido fecundada, coloca um ovo por dia. Cada ovo dá origem a diversas operárias e machos. Se tudo der certo, em poucas semanas surgem as novas formigas.
Logo após o nascimento da formiga é decidido se ela vai se tornar uma operária ou uma rainha. Para que uma formiga se desenvolva por completo e chegue a fase adulta com a capacidade de reprodução, basta dar muito alimento para ela quando nascer, isso faz com que seu desenvolvimento fique completo. Ou seja, as formigas mesmo decidem quando vão gerar uma nova rainha ou não.

curiosidades

AS PIORES DOENÇAS DO MUNDO

22:05

nosso corpo é uma grande máquina, mas com grandes problemas. Basta um pequeno vírus ou uma falha em algum dos componentes dele para que nossa vida vire um inferno:

SÍNDROME DO VAMPIRO

XP
O Sol é o dono da vida na Terra. Graças a energia que ele nos envia, nós temos vida por aqui. Porém algumas pessoas simplesmente não podem conviver com a luz dele.
A doença chamada Xeroderma pigmentoso, que é uma desordem genética, faz com que o corpo não consiga reparar os danos causados pelos raios ultravioletas. Isso faz com que a pele fique terrivelmente machucada e pode gerar três tipos de câncer. Além disso, essa desordem pode causar cegueira.
Xeroderma-pigmentosum
O único tratamento para essa doença é o óbvio: ficar longe da luz do Sol.

SÍNDROME DA ESTÁTUA

Fibrodysplasia_ossificans_progressiva
Fibrodisplasia ossificante progressiva é uma das doenças mais estranhas do mundo. Ela surge como uma dor e um inchaço em alguma parte do corpo, depois esse incomodo some, mas é aí que o real problemas acontece. A síndrome da estátua faz com que o corpo produza novos ossos sem parar e esses ossos vão tomando o lugar de músculos e tendões, até que a pessoa perde todos seus movimentos.
Felizmente esse problema genético só aparece em 1 a cada 2 milhões de pessoas, porém ela não possui cura fazendo com que o portador dela viva, em média, 41 anos apenas.

HOMEM ÁRVORE

lewandowsky-lutz-dysplasia-
Essa doença estranha é causada apenas quando dois problemas ocorrem ao mesmo tempo. Primeiro, a pessoa precisa ter um problema genético e depois ela tem que ser infectada com o HPV do tipo 5 ou 8. Dessa maneira, a Epidermodysplasia verruciformis começa seu trabalho maligno.
rare-health-conditions
O que essa doença faz é transformar o portador em uma árvore. Quando ela começa a atacar, diversos máculas são criadas sem controle, fazendo com que a pele vire algo parecido como uma casca de árvore.

SÍNDROME DO LOBISOMEM

Liu_Zhang_hipertricose_china_01
Essa doença, que apesar de não causar problemas graves a saúde, faz com que a pessoa tenha a vida muito complicada, pois mexe diretamente com a aparência. Quando essa desordem genética ataca, o corpo começa a gerar pelos sem parar, em todos os cantos, dando ao doente o aspecto do lendário lobisomem.
82
Antigamente quem sofria dessa doença trabalhava em shows de bizarrices, porém hoje em dia isso caiu em desuso e a doença já consegue ser bem combatida, graças a depilação a laser.

curiosidades

Crianças Psicopatas Part 2

16:41

Crianças Psicopatas - Capa


Pra quem vem acompanhando a Série das Crianças Psicopatas  é essa a segunda parte da série você pode ver a primeira parte no diretório de links abaixo OK?

Estudos mostram que os principais indícios de que uma criança pode sofrer de psicopatia são:
Mentem o tempo inteiro, com mentiras cada vez mais elaboradas;
Tentam manipular emocionalmente ou chantageam;
Roubam;
Praticam maldades contra irmãos e amigos. Não arrependem;
Maltratam, torturam e até matam animais;
Não toleram frustração;
Explodem ao serem contrariados;
Culpam os outros por seus erros;
São bastante egocêntricos;
Não tem solidariedade;
Dificuldade em ter amizades verdadeiras;
Arrogância, até com os pais;
Demonstram prazer ao ferir ou humilhar alguém;
Cometem atos de vandalismo;
Origens

Estudos indicam que a maioria das crianças que apresentam quadro de psicopatia não são produtos da má criação ou abusos por parte dos pais.

“Para o grupo (crianças) que possui traços de insensibilidade, existe uma forte vulnerabilidade genética,” diz Essi Viding, Professora da University College London.

A professora coordena estudos com crianças gêmeas que sugere que traços psicopáticos em crianças tem origem genética.

“Isso não significa que essas crianças nascem psicopatas ou estão destinadas a serem psicopatas. Mas da mesma forma que algum de nós somos mais suscetíveis a doenças do coração, estas crianças são pessoas mais vulneráveis a influências ambientais que podem ser um gatilho para a psicopatia,” diz a professora.

Segundo ela, entre um quarto e metade das crianças com problemas de comportamento são psicopatas, o que equivale a quase 1% de todas crianças do Reino Unido.

A pesquisadora criou um simples teste chamado “Teste Kevin” onde ela analisa reações emocionais em crianças. Ela, inclusive, realizou o teste na sua filha que tem apenas 1 ano e meio. Sabendo que fortes emoções são contagiosas em crianças pequenas, a professora fingiu, em frente à sua filha, chorar desesperadamente.

“Fiquei muito aliviada quando minha filha também começou a chorar. Eu não estou dizendo que uma criança é psicopata se ela não chorar diante deste simples teste, mas eu acho que é uma forma bastante crua de ver como o seu filho reage emocionalmente.”

Apesar de vários estudos apontarem a genética como um fator base do diagnóstico de psicopatia em crianças, o papel ambiental não fica de fora. Crescer em um ambiente familiar desestruturado e violento é o principal gatilho para um comportamento errante.

“O desenvolvimento da criança é fundamentalmente social. Crianças precisam se conectar através de relacionamentos,” diz o psiquiatra e professor da Universidade de Chicago James Garbarino, autor do livro “Lost Boys: Why Our Sons Turn Violent and How We Can Save Them (Garotos Perdidos: Por que Nossos Filhos Se Tornam Violentos e Como Podemos Salvá-los).”

Para James Garbarino, a maioria das crianças que matam são incapazes de se conectar. Com isso, a relação amorosa com os pais torna-se uma importante mediação entre a criança e o mundo exterior. Segundo ele, crianças podem se tornar angustiadas, desconfiadas, resistentes e raivosas se não se sentirem seguras em seus primeiros 9 meses de vida. Estudos mostram que crianças que se sentem seguras no lar familiar tendem a ser mais competentes na vida adulta, além de se ajustarem mais facilmente à sociedade. Seguindo esta linha do psiquiatra, a psicopatia infantil poderia ser inicializada nessa fase inicial e crucial da vida, principalmente ainda se existir uma predisposição genética.

Acompanhe mais um caso super interessante: 


Em 2 de fevereiro de 1996, a Frontier Middle School foi devastada por vários tiros que ocorreu numa aula de álgebra. Ele tirou a vida de três pessoas (dois alunos e um professor) e causou uma lesão grave em um aluno. O acusado era um menino de 14 anos chamado Barry Loukaitis Dale, que teve pensamentos loucos antes do tiroteio. Barry estava vestido de preto como um pistoleiro do Velho Oeste e armado com um rifle calibre 30, uma pistola calibre 357 e uma pistola calibre 25, que pertencia a seu pai. Os estudantes foram mantidos reféns por 10 minutos antes de um professor de ginástica dominar o menino.
Acreditava-se que, além de um histórico de doenças mentais e problemas disfuncionais em sua família, Barry foi influenciado pela música do Pearl Jam e o vídeo “Jeremy”. O vídeo mostra um jovem problemático que comete suicídio na frente de seus colegas e professor. Também foi relatado que ele disse: “Esta álgebra está certa não é?” Quando viu seus colegas em pânico. Esta é uma citação de um romance de Stephen King em que o protagonista mata dois professores e mantêm reféns na aula de álgebra. Barry está cumprindo duas penas de prisão perpétua, com um adicional de 205 anos de prisão 

Na próxima reportagem mais sobre esse post iper interessante 
Acompanhe a PARTE 1 

curiosidades

10 mulheres que entraram no crime organizado

20:53

10 mulheres que entraram para a história do crime organizado
Com certeza você conheceu vários ícones masculinos do crime organizado que entraram para a história por causa de suas histórias incríveis, e muitas delas retratadas pelos diretores de Hollywood como John Dillinger, Al Capone e Bugsy Siegel. E apesar do tema ter sido considerado assunto de homens, as mulheres romperam esta barreira e decidiram entrar para o clube e até se destacando muito mais que diversos “machões” gangsteres e marginalizados pela sociedade. Eu li o post no Mega Curioso e resolvi compartilhar com vocês esta lista curiosa sobre 10 gangsteres femininas que se destacaram mundo do crime organizado, até então dominado por homens.Confira!

1. Bonnie Parker


Sem dúvida, a mulher mais famosa do universo gangster era Bonnie Parker. Afinal, quem não se lembra do ilustre casal Bonnie e Clyde, não é verdade? Virou até filme e seriado. Os dois eram assaltantes de bancos famosos entre os anos 1931 e 1934, se tornando celebridades do mundo do crime organizado.
Parker nasceu em Rowena, Texas, e conheceu Clyde Barrow em 1930, quando ainda era casada. Além de seus roubos mirabolantes e assassinatos, a lenda de Bonnie e Clyde cresceu principalmente por causa de uma sessão de fotos que eles fizeram perto de seu esconderijo em Joplin, Missouri.
Mas nem tudo é sonho, e o final do casal não foi feliz: eles morreram em um tiroteio com polícia em 1934. Ela tinha 23 anos e ele tinha 25.

2. Stephanie St. Clair


Também conhecida como “Queenie” em grande parte de Manhattan, ela era uma imigrante de ascendência francesa e africana e, depois de 10 anos que estava morando nos EUA, Stephanie se tornou a protetora oficial de sua vizinhança, no perigoso e temido Harlem.
Durante muitos anos, ela deixou inúmeros policiais e mafiosos concorrentes fora do poder em qualquer região de seu bairro e dava pulos de alegria ao saber que algum oponente tinha levado um tiro mortal ou algo do tipo. St. Clair foi imortalizada em dois filmes até omomento.

3. Opal “Mack Truck” Long


Long ganhou o apelido de “Mack Truck” no Texas por causa de seu tamanho. Ela era membro da gangue de John Dillinger e esposa de um mafioso bem famoso: Russell Clark. Opal era encarregada de limpar todos os esconderijos dos gangsteres de seu grupo, assim como cozinhar para a turma toda — e ela fazia isso com gosto.
As coisas azedaram quando seu marido foi preso em Tucson, Arizona, em 25 de janeiro de 1934. Na ocasião, ela atacou a polícia que efetuou a prisão, e mais tarde pediu uma grana emprestada para Dillinger, com o intuito de financiar um apelo para o caso de Clark. Contudo, devido as altas despesas, ela foi dispensada da gangue e também foi presa. A grandona “Mack Truck” viveu seus últimos dias em Chicago.

4. Helen Gillis


Aos 16 anos, Helen Wawrzyniak se casou com Lester Gillis, o homem que veio a ser conhecido como “Baby Face Nelson”. Ela tinha dois bebês e uma cadeira cativa no mundo dos gangsteres. Porém, devido às complicações que seu marido enroscava com policiais e outras gangues americanas, ela acabou pagando o preço por ser cúmplice de diversos crimes de que o maridão foi acusado.
Gillis ganhou seu lugar na lista de inimigos públicos por proteger, abrigar e lutar por “Baby Face Nelson” até ele morrer. Ela se rendeu no dia de Ação de Graças e, quando morreu (mais de 50 anos depois), Helen foi enterrada ao lado de seu maridão.

5. Ma Barker


Donnie Barker — também conhecida como Kate Barker — foi considerada uma matriarca totalmente impiedosa. Aos 19 anos, casou-se com George Clark e os dois tiveram quatro filhos: Herman, Lloyd, Arthur e Fred. Mas os Barkers não eram apenas uma família, mas sim uma família nascida no crime organizado, cometendo roubos violentos pelas estradas americanas já em 1910.
Com a crescida do número de assassinatos com a marca registrada dos Barkers, a família toda começou a ser fortemente perseguida. Em 1927, um de seus filhos, Herman, se suicidou para evitar a prisão. Contudo, pouco tempo depois, os outros três filhos também acabaram atrás das grades.
Depois disso, o casal foi à lona e levou um nocaute das autoridades: ambos foram mortos quando o FBI invadiu o esconderijo deles no Lago Weir, Flórida, em 08 de janeiro de 1935. De acordo com algumas opiniões na época, Ma Barker era o cérebro criminoso mais cruel, perigoso e cheio de recursos das últimas décadas. Ela também virou tema de uma série e de um filme.

6. Pearl Elliot


Ela era dona de um bordel em Kokomo, Indiana, que se gabava de proteção policial quando houvesse necessidade. Além disso, ela flertava constantemente com John Dillinger e Harry Pierpont, dois “peixes grandes” do crime organizado. Seu estabelecimento ilegal também serviu como esconderijo para a equipe de Pierpont após um assalto a banco em 1925.Mais tarde, o papel de Pearl como tesoureira de Dillinger lhe rendeu um lugar na lista dos inimigos públicos em 1933, fazendo com que os policiais tivessem ordem de “atirar para matar”. Apesar de ter participado de diversas operações perigosas e transações ilegais, Elliott não morreu em um tiroteio, muito menos na prisão. Ela faleceu em 10 de agosto de 1935, de câncer, quando tinha 47 anos de idade.
idade.

7. The Pretty Pants Bandit

Conhecida como Marie Baker e sempre carregando duas armas, essa morena ganhou as manchetes em 1933 por uma série de assaltos em lojas, em que, além de roubar tudo, ela ainda mandava que as balconistas tirassem as calças.
De acordo com o jornal Miami News, a queda de Baker aconteceu por causa de sua vaidade. Ao verificar a maquiagem durante um assalto a um açougue, o padeiro conseguiu fazer que um refém fugisse e pedisse socorro. Pouco tempo depois, ela foi presa.

8. Virginia Hill


Hill veio de uma família bastante pobre, e ela não tinha um par de sapatos para vestir até seus 17 aos de idade. Contudo, sua vida deu uma reviravolta e Virginia ganhou fama ao namorar um mafioso bem conhecido no Brooklyn: Bugsy Siegel.
Depois de trabalhar como contadora de Al Capone e juntar uma boa grana com outras atividades ilegais, ela resolveu investir em sua carreira de atriz. Porém, as coisas começaram a se complicar depois da morte de seu companheiro, em que ela foi fortemente acusada de tê-lo assassinado e ocultado tudo isso de outras gangues.
Em 1961, Hill foi encontrada morta em um monte de neve na Áustria, vítima de uma aparente overdose de pílulas para dormir. Ela não teve êxito em seu sonho de ser atriz, mas acabou virando tema de um filme em Hollywood.

9. Arlyne Brickman


Nascida em 1933 em uma família de tradição judaica na região de East Harlem, Brickman cresceu idolatrando o glamour e a emoção de Virginia Hill, trabalhando para a máfia como uma traficante de drogas, assim como agiota em alguns momentos, também.
No entanto, sua herança judaica era um forte obstáculo que impedia sua ascensão até as primeiras fileiras do universo do crime organizado. Anos mais tarde, depois de um agiota ameaçar sua filha, Arlyne se tornou informante. Sua espionagem e seu testemunho final levaram à condenação definitiva de Anthony Scarpati por extorsão.
Em 1992, Brickman contou sua história em Mob Girl: A vida da mulher no submundo.

10. Evelyn “Billie” Frechette


Com ascendência francesa e americana nativa através da tribo Menominee, Evelyn frequentou a escola católica e, em seguida, se formou no ensino médio — coisa rara na época. Mesmo com excelente educação, encontrar trabalho era difícil, o que levou Frechette para a cidade de Chicago, que era um verdadeiro reduto da máfia.Depois que seu primeiro marido foi preso por um roubo aos Correios, “Billie” acabou conhecendo o ícone mafioso John Dillinger, que era muito garanhão e conquistava muitas mulheres na época. Ela viajou com ele para diversos lugares, sempre cometendo assaltos em larga escala e alguns assassinatos — o casal sobreviveu a vários tiroteios.
Mais tarde, ela foi condenada por abrigar um fugitivo e cumpriu dois anos de prisão — durante os quais morreu Dillinger. Após a sua libertação em 1936, Frechette decidiu apagar seu passado e mudar sua vida completamente, resolvendo sair em uma turnê de palestras com o tema “crime não compensa”. Ela morreu de câncer 33 anos depois

curiosidades

Como o cacto sobrevive no deserto?

20:49

Parodia_magnifica2
Por meio de um inteligente conjunto de adaptações que desenvolveu ao longo de sua evolução. Há dezenas de espécies diferentes, com alguns "espinhões" chegando a medir quase 20 metros de altura, enquanto outros não passam de 1 centímetro. Os cactos também têm flores, e alguns dão até frutos comestíveis, como o figo-da-índia, que, apesar do nome, nasce de uma variedade tipicamente mexicana. ***O:-)O
GORDINHO SAUDÁVEL
Alguns cactos ainda foram além nas artimanhas para sobreviver. Os simpáticos cactos em formato de bola chegaram ao desenho perfeito: combinam a maior capacidade de armazenamento com a menor superfície exposta, podendo guardar muita água e sofrer a mínima transpiração possível
CAMELO VEGETAL
Veja como os cactos conseguem passar meses sem chuva
OURIÇO VERDE
Em geral, as folhas são a área em que uma planta mais perde água. Como não podem se dar a esse luxo, em vez de folhas os cactos têm estruturas modificadas, os espinhos. A pele espinhosa ainda ajuda na proteção contra animais à procura de um golinho d'água na polpa do cacto.
PAU-DE-SEBO
O caule de muitas espécies é revestido de um tipo especial de cera. Essa cera faz com que a água da transpiração da planta não se espalhe demais e evapore - ao contrário, as gotinhas escorrem para o solo, onde são reabsorvidas pelas raízes
CANTIL NATURAL
As células do córtex, no caule, são adaptadas com paredes flexíveis. Em épocas de chuva, dilatam para armazenar bastante água; quando rola a seca, elas murcham, doando água para que outras células importantes, como as que fazem fotossíntese, possam sobreviver
PAPA-TUDO
É tão raro chover no deserto que, quando isso rola, os cactos precisam pegar o máximo de água, o mais rápido possível, antes que ela evapore. Para isso, contam com um emaranhado de raízes que ficam próximas à superfície e se estendem por uma área bem grande.

curiosidades

Conheça as Crianças Psicopatas Part 1

20:38

Crianças Psicopatas, Sim Elas Existem!

Uma reportagem da Revista Época, de maio de 2010, diz que um dos obstáculos para o tratamento de crianças com sinais de transtorno de conduta é o próprio tabu da maldade infantil. O senso comum afirma que as crianças são inocentes, uma crença que resulta da evolução histórica da família. Até o século XVII as crianças eram consideradas pequenos adultos e muitas nem sequer eram criadas pelos pais. No século XVIII, isso mudou. A família burguesa fechou-se em si mesma, dentro de casa. O lar virou um santuário e a criança o centro dos cuidados e das atenções. Foi o nascimento do sentimento de infância dentro de um grupo que agora tinha como laços o afeto e o prazer da convivência. Se a criança é o eixo do sentimento moderno de família, ela não pode ser má. Eis o tabu.

Um exemplo citado na revista mostra o quanto é difícil para os pais assumirem a necessidade de tratamento dos filhos. “R.”, uma gauchinha de 11 anos colocou fogo na mochila de uma colega de turma. Repreendida por professores e pais, teve como reação apenas rir. No ano anterior, fizera o mesmo com o rabo do cachorro de uma prima. Questionada, disse apenas que a prima não merecia ter um cachorro. Durante o tratamento, R. afirmou ao psiquiatra que não nutria nenhum sentimento especial em relação aos pais.

“Ela tinha um olhar frio e uma ironia extremamente precoce para sua idade. Não sentia culpa. R. me tratava como um empregado”, diz o psiquiatra sob anonimato.

Depois de um ano de tratamento, os pais acharam que ela estava melhor e que poderiam interromper as sessões.

“Ela os manipulou, e disse a mim, explicitamente, que fingiria estar melhor e conteria seus atos. Contei a eles, mas não acreditaram em mim”, afirma. “R.” jamais voltou a seu consultório.

Uma coisa é certa, não estamos mais no século 18, 19 ou 20. Estamos no século 21, e já passou da hora dos pais ficarem atentos aos seus filhos. Uma criança que nasce psicopata não tem culpa de nascer psicopata, aliás, ela não tem culpa de nada. Nesse caso, se quando adulto, ela se tornar uma pessoa insensível, manipuladora ou pior, um assassino ou assassina, podemos dizer que a culpa foram dos pais ? Alguns respondem que SIM, e defendem dizendo que eles foram negligentes o suficiente durante toda a infância do filho ao não interpretar o seu comportamento e ações, e não pode haver desculpas do tipo: “Eu nunca suspeitei … eu não sabia …”. Acreditem, os sinais que um pequeno psicopata apresenta são muito, mas muito visíveis.

Sintomas

A psicopatia pode começar a ser vista em uma criança quando ela possui uma persistente incapacidade de sentir empatia pelos outros, principalmente quando os outros estão feridos ou sentem dores. Isso pode ser o resultado de uma completa falta de sensibilidade. O mau comportamento aliado a crueldade praticadas contra animais e outras crianças também são indícios fortes de que a criança pode sofrer de psicopatia.

Segundo alguns especialistas, é possível identificar traços psicopáticos em crianças a partir dos 3 anos de idade. Outros especialistas, porém, dizem que por não ter uma personalidade ainda formada, nenhuma criança pode ser chamada de psicopata. Para os que afirmam que a psicopatia pode sim ser diagnosticada ainda na infância, o diagnóstico de psicopatia em crianças é bastante complexo, principalmente quando ela vive em um ambiente familiar complicado e violento.

Para Stephen Scott, professor do Instituto de Psiquiatria em Londres e especialista em saúde e comportamento infantil, o diagnóstico de psicopatia pode sim ser feito em crianças e já a partir dos 3 anos de idade. Para o professor, crianças psicopatas compartilham dos mesmos comportamentos de adultos psicopatas, como a combinação de comportamentos anti-sociais com insensibilidade e falta de empatia. No Reino Unido, todo ano cerca de 100 crianças são assistidas no Instituto de Psiquiatria de Londres.

“Pessoas normais entendem os sentimentos de outras pessoas e também se preocupam com elas. Se você pergunta a uma criança o que aconteceu com o pequeno Johnny, que caiu, cortou o seu joelho e gritou, tipicamente, crianças com desenvolvimento mental normal irão entender o que aconteceu e ter empatia. Crianças com transtorno de comportamento anti-social não conseguem entender ou estar na pele de outra pessoa, são insensíveis e simplesmente não se importam. Mas há uma distinção importante a se fazer: Será que a criança simplesmente não importa ou será que ela apenas não entende ? É uma distinção importante a se fazer,” diz o professor.

“Eu tenho crianças na minha clínica que não tem remorso, roubam dos seus pais e sentem prazer em enganá-los. Esse comportamento, se sustentando e generalizado, não nos dá outra alternativa se não um diagnóstico de psicopatia.

Tive um caso de uma menina de 5 anos de idade que pegou seu gatinho de estimação e jogou-o de cabeça pra baixo do segundo andar de sua casa. Ela simplesmente teve prazer em ver o animal caindo no concreto. Crueldade com animais é uma mal sinal. Isso é mais característico em crianças insensíveis e que não possuem empatia.” Diz o professor.

É importante não rotular. Crianças psicopatas mostram uma profunda e extrema raiva pelos outros. Mas essa raiva, por exemplo, é diferente de um comportamento explosivo isolado.

“Não gostamos de rotular crianças como psicopatas. Apenas se o comportamento errante persistir, será possível dizer se a criança tem tendências psicopatas,” diz Scott.

Realmente é importante separar o joio do trigo, veja por exemplo o caso do inglesinho Daniel Blair.


No início de junho de 2009, um fato ocorrido na Inglaterra chamou a atenção de câmeras do mundo inteiro. Daniel Blair, de apenas 4 anos de idade, ganhou um pequeno cachorrinho, um filhote de cocker spaniel. E o animalzinho de apenas 1 semana de vida quase teve um fim trágico pelas maozinhas do seu dono.

O pequeno Daniel achou que o filhotinho precisava de um banho. O que ele fez ? Jogou o pequeno animalzinho na privada e … deu descarga. Muitos perguntaram: será que Daniel seria um pequeno psicopata divertindo-se com o sofrimento do bicho ? Como dito acima pelo professor e também por outros inúmeros casos conhecidos, sabemos que grande parte dos psicopatas que se tornam assassinos e/ou serial killers quando adultos, começam na infância torturando e matando (principalmente) cães e gatos.

Mas a melhor resposta para o caso do pequeno Daniel é: Provavelmente não. Em primeiro lugar, Daniel ainda é muito novo para ter a consciência do que chamamos de certo e errado. Ou seja: provavelmente ele não sabia que estava fazendo mal ao bichinho. E o mais importante, um incidente isolado não pode ser considerado como indício de comportamento psicopata. Mas se esse comportamento persistir, é melhor os pais do pequeno Daniel tomarem uma atitude.

O que os pais podem fazer é: Prestar atenção no comportamento dos filhos. Se esse comportamento (maus tratos à animais) for recorrente e estiver aliado a mentiras frequentes, furtos e agressões, por exemplo, esse comportamento pode ser bem preocupante. O cachorrinho SOBREVIVEU 

Veja o Outro Exemplo abaixo:
Em 16 de junho de 1944, os Estados Unidos estabeleceu um recorde quando executou George Stinney (14 anos), a pessoa mais jovem a ser legalmente executada nos EUA durante o século XX.George foi condenado pelo assassinato de duas meninas. Betty Binnicker (11) e Maria Emma Thames (8) que foram encontradas em um buraco cheio de lama.
As meninas sofreram fraturas graves em seus crânios, infligidos por uma barra de ferro encontrada a alguma distância. George confessou o crime e disse que queria fazer sexo com Betty, mas acabou matando as meninas.
Ele foi julgado e condenado à morte na cadeira elétrica. O caso não foi objeto de recurso porque sua família não tinha dinheiro para pagar por uma continuação do processo.

 Acompanhem o Resto desse post na próxima postagem 

celebridades

Artistas criam ilustração nas fotos das famosas nuas; conheça o “UNfappening”

14:28

Para tentar combater e fazer graça em cima de uma coisa tão desconfortável, surgiu na internet nos últimos dias o projeto “UNFappening” – que não só “veste” as celebridades nuas como dão a chance de muita gente boa mostrar o seu talento.
Qualquer um pode enviar sua imagem, contanto que a celebridade esteja coberta, para o site do projeto que ganhou destaque essa semana.
“O Fappening aconteceu. Não podemos mudar isso. Mas podemos cobrir. É o mínimo que podemos fazer”, declararam os idealizadores do UNFappening.
O principal destaque das fotos é a atriz Jennifer Lawrence, que teve dezenas de fotos íntimas roubadas e publicadas na internet há algumas semanas.
Jennifer Lawrence unfappening (1)
Jennifer Lawrence em arte de Tiquestar Illuminat Rex.
Jennifer Lawrence unfappening (1)
Arte de Pascal Brander Artbox.
Jennifer Lawrence unfappening (3)
Arte de Pascal Brander Artbox.
Jennifer Lawrence unfappening (2)
Arte de DLNQC.
unfappening (1)
Kate Upton em arte de Johan Kleinjan Artbox.
unfappening (3)
Arte de Jordy.
012
Arte de Wendy Deun – Design op Zolder.
011
Kate Upton em arte de Jordy.
009
Krysten Ritter em arte de Jordy.
025
Arte de Davide Parere Artbox.
Print
Jessica Brown Findlay, que faz a Lady Sybil em “Downton Abbey”, em arte de  Michiel Baumgarten.
021
Ariana Grande em arte de Giulio Iurissevich Artbox.
019
Arte de Kates Melons’ by Cliff Deun – Wall Dizzy.
Ficou com vontade de participar? É só enviar sua arte para theunfappening@gmail.com
 – mas eles já avisam que só as melhores montagens serão postadas.
Arrasaram!

Popular Posts

Postagem em destaque

As 14 Heroínas Mais Poderosas dos Quadrinhos

O mundo dos quadrinhos não é feito só de super-heróis. Na verdade uma das partes mais importantes deste universo fictício são mesmo as  s...

Posts mais vistos