Como os cactos respiram se não têm folhas?

23:07


Simples: eles fazem isso pelo caule. Para sobreviver em regiões áridas, os cactos passaram por modificações curiosas ao longo da sua evolução. Uma delas foi transformar parte das folhas em espinhos para reduzir a perda de água. A teve grande sucesso porque também evita que o cacto sirva de almoço para algum herbívoro faminto. Mas, ao contrário das folhas, os espinhos não respiram nem fazem fotossíntese. É no caule que estão localizados os estômatos, células que realizam as trocas gasosas e eliminam água em forma de vapor. A dura vida dos desertos gerou outras modificações. “Em comparação com outros vegetais, os cactos têm menos estômatos”, afirma o engenheiro agrônomo Eduardo Catharino, do Instituto de Botânica da USP.

Por isso, pode-se dizer que eles respiram de uma maneira não apenas diferente, como também mais econômica, porque os estômatos se abrem durante a noite, longe da luz do sol. “Dessa forma, reduz-se a perda de água, que ocorreria por transpiração”, diz Eduardo. O processo vale para a maior parte das 2 000 espécies de cactos conhecidas, como o mandacaru (Cereus peruvianus) e o figo-da-índia (Opuntia ficus-indica), comuns no Nordeste. As espécies que possuem folhas respiram como os outros. É o que acontece com o ora-pro-nóbis (Pereskia aculeata), cacto arbustivo também nativo do sertão nordestino.

You Might Also Like

0 comentários

Mais Lidas

Postagem em destaque

E Se Prety Little Liars Fosse Brasileira? (Versão Globo)

Já fizemos esse post aqui, porém no modo SBT (isso é, usando atores jovens do SBT) agora vamos fazer usando os da Globo.inc. Você já pensou...

Posts mais vistos